Publicidade

Two And a Half Men: A verdade por trás da série de Charlie Sheen

Two And a Half Men é baseada em uma história real? Descubra

Two and a Half Men estreou em 2003 na CBS, e até os dias de hoje, a série é uma das melhores sitcons de todos os tempos. Salvos os contratempos, a série sempre conseguiu o que queria. Ou seja, divertir os fãs. No total, a produção ficou no ar por longos 12 anos, embora tenha sofrido drásticas mudanças, principalmente em seu elenco. 

Publicidade

O enredo de Two and a Half Men gira em torno de Charlie, Alan e Jake. A vida de solteirão e mulherengo de Charlie Harper foi totalmente mudada após a chegada de seu irmão Alan e seu sobrinho Jake. Agora, além de tentar andar na lista, por causa de seu sobrinho, ele precisa aguentar seu irmão e suas manias. 

Apesar das enormes diferenças entre os dois irmãos, eles decidem firmar uma parceria para dar um lar ao pequeno Jake. O resultado são situações hilárias com Charlie tentando se adaptar a sua nova vida, bem como, ajudar a criar seu sobrinho.

Algumas vezes, Two And a Half Men (Dois homens e Meio), liderou a audiência dos Estados Unidos. Além disso, Charlie Sheen chegou a ser o ator mais bem pago da Tv americana. Mas, você conhece a história por trás da série? Aqui está o que sabemos. 

Publicidade

Two and a Half Men é baseada em uma história real?

Chuke Lorre, criador da série já afirmou em entrevistas que, nunca se inspirou em apenas uma história para criar Two and a Half Men. Contudo, o estilo de vida de Charlie Harper, foi criado a partir da vida de Charlie Sheen. Lorre afirmou algumas vezes que, o personagem foi criado para que Sheen pudesse vivê-lo. 

Publicidade

Embora no momento que Sheen iniciou as gravações da série, estivesse casado e totalmente estável, seu estilo de vida, antes de seu matrimônio, refletia exatamente quem Harper era. Assim, o ator vivia uma vida de rico, solteiro e em meio à bebedeira.Foi assim que o personagem surgiu. Lorre afirmou em entrevista ao THR.

“Ele tinha um grande senso de humor sobre isso e construímos um programa em torno dele”.

Já Jon Cryer, ator que viveu Alan por 12 anos na série, afirmou que, onde Sheen terminada, Harper começava. Inclusive, o ator afirmou que muitas das vezes, não sabia se o ator estava interpretando ou vivendo sua vida na série. 

Publicidade

Em sua autobiografia “So That Happened”, Cryer admitiu que estava em um “estado ruim” após o divórcio. Ele decidiu “pagar alguém pela companhia”, e Sheen forneceu seu conselho especializado aqui.

“Charlie sugeriu alguns fornecedores online que ele usava ocasionalmente, pois era quando a prostituição estava ganhando espaço na Internet”, disse Cryer. “Ele e eu tínhamos gostos diferentes, então não segui suas recomendações exatas.”

Publicidade

Portanto, embora não possamos afirmar que Two and a Half Men nasceu de uma história real, ela foi levemente inspirada em Charlie Sheen.

Saída conturbada da série

Publicidade

Charlie e Alan em Two And a Half Men
Imagem: Divulgação/CBS

Todo fã da série de comédia sabe que, a mudança de protagonista mudou completamente a trama. Em 2011, enquanto gravavam a oitava temporada, Sheen deu uma festa em sua mansão que durou três dias. Por consequência, não apareceu no set de gravação e deixou todos esperando. Por fim, concedeu algumas entrevistas em que agredia verbalmente Chuck Lorre. 

A iniciativa da CBS, produtora da série inicialmente, foi de tentar recuperar Sheen. Afundado em drogas e alcóol, o ator faltava com frequência das gravações de Two and a Half Men. Conforme Sheen informou ao Deadline, os executivos do canal estiveram em sua casa para tentar convencê-lo de se tratar.

“Há um momento em que [o ex-CEO da CBS] Les Moonves e seu principal advogado, Bruce, estavam na minha casa e disseram: ‘OK, o jato da Warner está abastecido na pista. Roda em uma hora e vai para a reabilitação, certo?”

Publicidade

No entanto, Sheen recusou a oferta. Ao mesmo portal, o ator complementou: 

“Mas se eu pudesse voltar no tempo para aquele momento, eu teria entrado no jato. E foi aquela gigantesca curva à esquerda naquele momento que levou a, você sabe, uma sequência muito infeliz de eventos públicos e insanos.”

Ator se arrependeu de deixar Two And a Half Men

Publicidade

Após anos dos acontecimentos que culminaram em sua demissão de Two And a Half Men, Sheen se manifestou, sobre como as coisas deveriam ter sido diferentes. Ao Deadline, Sheen afirmou:

“Havia 55 maneiras diferentes de lidar com essa situação, e eu escolhi o número 56. E então, você sabe, acho que o crescimento para mim pós-derreter ou derreter ou derreter em algum lugar – como você quiser rotular – tem começar com a propriedade absoluta do meu papel em tudo isso”.“E era desesperadamente juvenil.”

No momento que o ator foi demitido, seu salário era o maior da TV americana, com cerca de US$ 2 milhões por episódio. 

Publicidade

Série derivada de Two and a Half Men quase aconteceu

Two And a Half Men e a saída de Charlie
Imagem: Divulgação/CBS

Após a saída de Sheen, Two and a Half Men ainda permaneceu no ar por mais quatro anos. O ator foi substituído por Ashton Kutcher e a trama foi completamente mudada. No entanto, quando Lorre anunciou que a série chegaria ao fim, um convite para que Charlie Sheen retornasse no episódio final. 

A ideia era justamente a que vimos no final da série: Um piano cairia em cima do protagonista. No entanto, Sheen não estava interessado nesse final em particular, lançando sua própria sugestão: uma cena que cria uma sitcom derivada chamada “The Harpers”, que seria estrelada por ele e Jon Cryer.

Após o desastre que aconteceu entre Sheen e todos os outros envolvidos em “Two and a Half Men“, vamos apenas dizer que ninguém acatou sua ideia, então o episódio seguiu em frente com o final original de Lorre (e sem o envolvimento de Sheen).

Então, você sabia dessas curiosidades sobre a série?

Certamente, você também vai gostar:

>Através da Minha Janela revela excelentes notícias na Netflix

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, incluindo via Youtube.