Publicidade

O diário de Noel: A verdade por trás do filme. A história é real?

A história de O diário de Noel é verdadeira? Entenda

Publicidade

O diário de Noel acaba de chegar à Netflix e segue a história de um autor de sucesso chamado Jake Turner. Embora o longa tenha cunho natalino e seja uma comédia romântica, o longa tem uma carga emocional. Afinal, o protagonista embarca em uma jornada para resolver algumas das lutas mais importantes de sua vida. 

Nesse ínterim, Jake acaba cruzando o caminho de Rachel em O diário de Noel. Por sua vez, ela é uma mulher que procura por sua mãe biológica. Apesar de terem origens de dois mundos diferentes, existe um fio que liga as duas histórias. 

Publicidade

Dirigido por Charles Shyer, o longa é uma história comovente sobre família e amor e cria um retrato realista dos relacionamentos. Pois bem, se você está se perguntando se os cineastas buscaram inspiração na vida real para isso, permita-nos lançar alguma luz sobre o assunto.

A história de O diário de Noel é real?

Publicidade

Indo direto ao ponto, a resposta é não. A história de O diário de Noel não é inspirada em nenhuma história diretamente real. O enredo foi extraído de um romance fictício do mesmo nome escrito por Richard Paul Evans. Contudo, apesar os eventos que ocorrem na história sejam inventados pelo autor, Evans declarou que inspirou em alguns detalhes em sua própria vida.

O protagonista do filme, Jake, é um autor de sucesso com um passado conturbado, assim como Evans. Em sua infância, ele lidou com várias situações difíceis. No livro, Jake é expulso de casa por sua mãe ainda novo. O autor também declarou que sua mãe o expulsou quando ele tinha apenas onze anos. 

Dessa forma, ele espelhou a saúde mental e as lutas de sua mãe, na mãe de Jake. Foi doloroso para ele escrever sobre essa experiência, mas também foi algo com o qual ele inesperadamente encontrou os leitores conectados. No entanto, por mais ótima que a história fosse, quando surgiu como um roteiro para Charles Shyer, o diretor decidiu mudar alguns aspectos. 

Publicidade

Shyer manteve a base do livro em O diário de Noel, mas, tirou todas as coisas que lhe pareciam óbvias ou bregas. Além disso, acrescentou alguns detalhes que deram mais profundidade aos persoangens. Ao THR, Shyer afirmou:

“Não havia cachorro no original, então adicionamos o cachorro, Ava”.

Publicidade

Apesar das coincidências entre Evans e Jake, em serem escritores, algumas mudanças foram tomadas. A história do pai de Jake também foi mudada para refletir mais semelhanças entre ele e Jake. Contudo, a parte relevante da história, com a negativa da mãe de Jake, foi mantida. 

Filme para todas as estações

Publicidade

Certamente, os fãs podem identificar o longa como um filme de natal. Contudo, Shyer queria criar uma história cujos temas ressoassem em todas as estações e pessoas. Ao Tudum, portal da Netflix, o diretor de O diário de Noel afirmou:

 “Esses temas que conduzem a história são temas com os quais todos nós podemos nos relacionar, sobre perdão, compreensão, não guardar rancor e fechar capítulos em sua vida de uma maneira boa”.

Assim, em vez de fazer apenas mais uma comédia romântica em torno do período de festas, ele critou algo mais emocional. Ou seja, algo que se aprofunda no aspecto de diferentes tipos de amor e não apenas no romance. Além disso, o diretor insistiu sobre como o filme deveria terminar. 

Shyer foi aconselhado a torná-lo mais convencional, algo que o público gostaria de ver. Mas, decidiu se ater a algo menos cafona e dar mais peso à cena. Por fim, o ator Justin Hartley afirmou que essa é uma história na qual as pessoas encontrará conforto.

Publicidade

O diário de Noel é baseado em uma história real?
Imagem: Divulgação/Netflix

Inclusive, comparou a história de O diário de Noel com This Is Us, série que estrelou por 6 anos. De acordo com Hartley, existe uma semelhança de elementos entre as duas histórias e o público ama esse tipo apelo honesto e emocional.

Publicidade

“Existe essa sensação de estar sozinho. Há todo um tema de perdão, seja perdoando a si mesmo ou perdoando os outros”.

Apesar das diferentes maneiras pelas quais o autor e os cineastas viram a história e as mudanças que o livro e sua adaptação sofreram, no fundo continua o mesmo drama alegre que toca o coração do público. Embora seja um conto fictício, há algo para todos nele.

Então, você já assistiu O diário de Noel?

Publicidade

Certamente, você também vai gostar:

O milagre: O que Lib toma e por que ela prova do seu sangue?

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, para não perder nada da série.