- Publicidade -

Vikings: A verdade que os fãs não sabiam sobre a série

As diferenças entre o povo dos Vikings e a história da série

- Publicidade -

Vikings conquistou seus fãs, e se tornou um dos melhores séries dos últimos tempos. Com um público fiel, a série relata acontecimentos verídicos que aconteceram naquela época. Sendo assim, trazemos algumas perspectivas e reais que reforçam o que vemos na série.

publicidade

Entre as curiosidades estão: Os Vikings eram um povo limpo, com capacetes sem chifres e, na época, as mulheres ainda tinham direitos surpreendentemente progressistas. Conheça algumas das curiosidades que reais do povo da época e que nem sempre são explorados na série. 

A verdade que os fãs não sabiam sobre Vikings

- Publicidade -

1. Sem chifres nos capacetes

Não se engane com aquelas roupas de guerreiros viking que você viu. Certamente, um nórdico beligerante pode até usar um capacete para se proteger, mas esses capacetes com chifres não eram usados. Isso porque as descrições que datam a Era Viking não mostram isso.

Além do mais, os poucos capacetes Vikings que verdadeiramente foram encontrados até hoje, são absolutamente sem chifres.

- Publicidade -

Mais uma vez, os pintores antigos, parecem ter criado essa orientação no século 19, possivelmente inspirados nas descrições dos antigos povos nórdicos dos cronistas gregos e romanos. No entanto, muito antes da época dos Vikings, os sacerdotes nórdicos e germânicos usavam capacetes com chifres para fins cerimoniais.

2. Eles se mantinham limpos

Com tantas lutas, navegação em seus barcos à remo e inimigos decapitados, o povo devia cheirar mal, correto? Não é bem assim. Após escavações em regiões em que eles abitaram, foram encontrados lâminas de barbear, pentes, pinças e limpadores de ouvidos feito com ossos e chifres de animais.

Desse modo, o povo se banhavam em lagos termais naturais pelo menos uma vez por semana. O que não era comum entre outros povos europeus da época.

- Patrocinado -

3. Eles sabiam fazer fogo através de líquido

Retirado da casca de uma árvore na região dos Vikings, esse fungo chamado madeira de toque, era fervido em urina por mais de 24 horas, se transformando em algo parecido com feltro.

Aproveite para ler:

>Vikings: Valhalla 2 ª Temporada na Netflix: Data de estreia, enredo e Mais

Com isso, a substância de nitrato de sódio encontrado na urina faria com que esse material fumegasse, e não queimasse. Portanto, eles pudessem levar o fogo durante suas longas jornadas.

- Publicidade -

4. Os Vikings sepultavam seus mortos em barcos

Durante a série, podemos notar que o amor dos Vikings pelos seus navios eram gigantes. Com isso, serem sepultados neles era uma grande honra. Em sua religião nórdica, os guerreiros heróicos entram no reino da festividade e glória após a morte.

Também existia uma crença, que os navios que os servem em vida os ajudem a alcançar seu destino final. Intrusos eminentes eram frequentemente sepultados em navios, cercados por armamentos, objetos valiosos e às vezes até escravos sacrificados.

Ivar em Vikings, série da History
Imagem: Divulgação/Netflix

5. Os Vikings comercializavam escravos

Grande parte dos Vikings se enriqueceram fazendo tráfico de seres humanos. Em seus ataques, eles capturavam e escravizavam mulheres e crianças. Ao mesmo tempo, praticavam saques em vilas saxões, celtas e eslavos.

Dessa maneira, eram vendidos os “escravos” como eram chamados, em grandes mercados de escravos na Europa e no Oriente Médio.

6. As mulheres tinham direitos básicos

Aos 12 anos de idade, as garotas Vikings já eram submetidas ao casamento, e enquanto seus maridos se aventuravam em busca de riquezas, elas cuidavam de seus lares. Apesar disso, a liberdade delas ainda superava a das mulheres da época. Caso as mulheres não fossem escravas, elas poderiam herdar terras, pedir o divórcio e pedir um dote quando o casamento terminasse.

7. O trabalho principal dos homens Vikings eram cultivar

Os homens Vikings em sua maioria não utilizavam espadas, mas sim foices. Por essa você não esperava. Também tinham aqueles denominados de “piratas” que saiam de barco para incendiar aldeias. Mas a sua maioria, eram pacíficos e semeavam cevada, centeio e aveia na maior parte do ano.

Alguns historiadores também afirmam que eles tinham criações de gados, cabras, porcos e ovelhas pequenas fazendas. Muitas das vezes, os alimentos produzidos nessas fazendas, eram apenas para alimentar suas famílias.

8. Os Vikings praticavam esqui para se divertir

As pranchas de snowboard foram criadas por escandinavos a mais de 6.000 anos conforme objetos encontrados da época. Ainda que os antigos russos podem ter inventado ainda mais cedo, conforme relatos.

O esqui eram vistos por nórdicos como uma forma eficiente para viajar, e uma forma popular de recreação.Inclusive adoravam o deus do esqui Ullr.

9. Os cavaleiros Vikings tinham preferência pelos seus cabelos loiros

Ragnar em Vikings, série do History
Imagem: Divulgação/Netflix

De acordo com suas culturas de beleza, os Vikings de pele mais escuras, geralmente homens, usavam sabonetes mais fortes com soda cáustica para clarear os cabelos. Em algumas regiões, eles também descoloriam as barbas. Isso também era usado para o tratamento para um outro problema que eles enfrentavam, os piolhos.

10. Os grupos Vikings não eram unidos

De certa forma, o povo não era unido. Verdadeiramente o termo se refere a todos os escandinavos que participavam de expedições no exterior. Ao longo da era Viking, as terras na região da Dinamarca, a Noruega e a Suécia foram construídas por tribos lideradas por chefes que lutavam entre si regularmente quando, é nítido, que não estavam ocupados causando danos em terras estrangeiras.

Então, você sabia dessas curiosidades sobre o povo?

Certamente, você também vai gostar:

>Virgin River: Ex De Mel Vai Voltar Na 4ª Temporada Em Reviravolta

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, incluindo o Youtube.