Explicamos o final de The Lie, da Amazon Prime (Mentira Incondicional)

282

Como parte do acordo da Amazon Prime Video com a Blumhouse, o streaming disponibilizou o filme The Lie, ou Mentira incondicionalO longa, é uma adaptação de uma obra alemã, chamada ‘Wir Monsters’. Assim como na versão europeia, um casal de pais, ultrapassa todos os limites morais, para evitar a prisão de sua filha, que, por sua vez, assassinou uma amiga. Mas, isso acaba por envolver a família em uma grande e densa teia de mentiras.

Se você já assistiu The Lie, e ficou com alguma dúvida, não se preocupe, aqui explicamos o final do filme.

O enredo de The Lie

Os pais de Kayla, Rebecca, uma advogada corporativa, e Jay, um músico profissional, não vivem juntos. Possivelmente, o motivo do divórcio, são as infidelidades de Jay no passado. No início, acompanhamos que Kayla não está satisfeita com os respectivos relacionamentos de seus pais.

O desejo dela, é que eles voltem a ser como uma família e esse é um motivo importante para fazer o que ela faz. No momento em que Kayla admite ter matado sua melhor amiga, seu mundo desaba.

Inicialmente, vemos que ela é uma adolescente mimada e impulsiva, que parece emocionalmente frágil depois do que fez. Com isso, Jay e Rebecca se unem para apoiar sua filha, e proteger seu futuro.

Esse amor incondicional de seus pais, se transforma em altos níveis de desespero e autopreservação. No entanto, o que parece ser Kayla passando por um momento difícil tentando lidar com o que fez, acaba manipulando a todos, com um final que jamais imaginaríamos.

Entenda o final de The Lie, novo filme da Amazon Prime Video
Entenda o final de The Lie, novo filme da Amazon Prime Video

O final explicado

Depois que os pais de Kayla ficam cara a cara com Brittany, toda a trama gira em sua cabeça. Percebemos que os pais de Kayla foram pressionados a cometer um crime hediondo – matar o pai de Brittany, Sam Ismali, que estava preocupado com ela porque ela não voltou para casa por dias.

Quando Brittany os vê, eles estão limpando o sangue de seu carro, com o qual atropelam Sam. Rebecca vai até Brittany para senti-la pessoalmente e garantir que ela não tenha alucinações. Parecendo traído e quebrado, Jay e Rebecca vão encontrar Kayla sentada na sala de estar como se nada tivesse acontecido.

Kayla desaba e diz a eles que jogou junto com o plano de Brittany, que planejou tudo isso para que ela pudesse passar o fim de semana com seu namorado. Mas para Kayla, tornou-se uma chance de ver seus pais voltarem. Ela confessa que queria contar a verdade, mas precisava de mais tempo para que pudessem “escolher um ao outro” e escolhê-la.

Para ela, Jay e Rebecca passarem um tempo juntos foram como os momentos felizes de sua infância. Bem neste momento, a campainha toca, com alguém batendo na porta – quase roubando seu momento de união como uma família. O filme termina nesse ponto, deixando os espectadores com suas próprias conclusões.

Abandono e Atenção

Se você olhar de perto, o filme é sobre inseguranças – o medo de ser negligenciado e esquecido. É sobre a atenção sendo tirada de você e compartilhada com outra pessoa. O início do filme estabelece que Kayla não gosta da ideia de seus pais vendo outras pessoas. Esse parece ser o motivo para ela supostamente empurrar Brittany no rio porque ela sente que Brittany estava flertando com seu pai.

Isso surge no início do filme, quando Jay não atende as ligações de Rebecca e ela sente que foi deixada sozinha para lidar com o problema em questão. Em sua conversa com seu pai na piscina congelada, Kayla diz a ele como ninguém a nota na escola, dando a entender que ela tinha ciúmes de Brittany por chamar a atenção de todos, possivelmente incluindo o próprio Jay. No final do filme, Kayla desaba na frente de seus pais com suas últimas palavras no filme, “Por favor, não me deixe. Eu te amo.”

Saúde Mental de Kayla

Na cena inicial de The Lie, descobrimos que Brittany fugiu de casa muitas vezes e claramente não tem grande consideração por seu pai. Ao longo do filme, quando os pais de Kayla estão tentando mantê-la segura, ela parece não notar o preço psicológico que isso está causando à eles. Ela os deixa passar por isso, enquanto gosta do que sempre quis – seus pais sob o mesmo teto com toda a atenção voltada para ela.

Embora em várias ocasiões, Kayla deixe claro que ela quer ser tratada como uma adulta, seus pais fazem de tudo para o bem de seu futuro porque ela tem quinze anos e “ela não queria isso”. No entanto, o plano distorcido que as meninas executam prova que elas estão longe de ser inocentes.

As meninas tomam nota de pequenos detalhes e os usam para fazer essa “pegadinha que foi longe demais”. O hematoma no rosto de Brittany, sua bolsa e telefone deixado pelo rio, usando as infidelidades passadas de Jay para alimentar o motivo das ações de Kayla, são todas as provas disso.

Quando Kayla mente para o detetive Kenji sobre Sam ter batido em sua filha Brittany – ela critica seu pai quando ele a confronta sobre isso. Ela diz que aprendeu com os “melhores”.
Jay até se culpa pela saúde mental de Kayla, junto com a bagunça em que sua família está. Ele não sabe do comportamento auto lesivo de Kayla que começou logo depois que Jay saiu de sua casa.

Amor Incondicional dos Pais

O amor incondicional que os pais têm pelos filhos é o foco deste filme. Até onde estamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos? Mesmo que signifique que vamos contra a nossa consciência e fazemos coisas que nunca pensamos que poderíamos.

Conforme a história avança, os pais parecem cada vez mais desgrenhados, refletindo seu próprio estado de espírito e falta de atenção para si mesmos. O amor incondicional por sua filha os faz priorizar a segurança de Kayla sem colocar suas próprias ações sob o microscópio.

Kayla ama seus pais e deseja sua atenção, mas não consegue ter empatia por eles. A teia de mentiras que ela teceu afeta seus pais até certo ponto; faz com que questionem seus valores, julgamento, sanidade e até mesmo sua humanidade.

Kayla não percebe a profundidade do que fez até que sente o medo de perdê-los novamente. Apesar de tudo que passaram por causa de Kayla, no final, você vê Rebecca e Jay abraçando a filha porque podem sentir sua dor e insegurança.

Nesse exato momento, seus guardas descem, e eles passam de sentimento de traição a sentimento de amor e carinho por sua filha. Sentimo-nos mal por Sam, que passou por muitas tentativas de encontrar sua filha e até foi acusado de coisas que não fez.

Kayla admite que Brittany pensou que seria “engraçado” se Sam pensasse que sua filha estava morta. Eles claramente julgaram mal os sentimentos de seus pais em relação a eles. Contudo, Sam acaba pagando com a vida pelo ressentimento da filha.

A mentira

Rebecca culpa Jay pela “garota mimada” que Kayla acabou se tornando, porque ele a deixou “escapar impune de tudo”. Este se torna o ponto em que Jay começa a mentir até para Rebecca porque ele não levou Kayla para seu retiro de balé. Quando Rebecca descobre a verdade de Kayla, ela não acredita que sua filha faria tal coisa e, a princípio, se dissocia do fato de Kayla ser sua filha.

Ao chegarmos ao final de The Lie, percebemos que o filme não é apenas sobre as mentiras que os pais de Kayla estavam inventando. É chamado de “The Lie” para uma mentira em particular que iniciou a avalanche de problemas – a mentira de que Kayla assassinou sua amiga. Como diz sua mãe, “ela quer ser pega”. Ironicamente, o que ela parecia ser honesta era exatamente sobre o que ela mentia.

E você ? Entendeu o final de The Lie ? Gostou do filme ?

Leia também:

>10 FILMAÇOS que acabaram de chegar no catálogo da Netflix e você precisa assistir

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil. Dessa maneira, você não perde nada da Amazon Prime Video.