Periféricos: A verdade por trás da série da Amazon Prime Video

Periféricos é baseada em alguma história real? Descubra

- Publicidade -

Periféricos, é uma série de ficção científica que acontece em várias e diferentes linhas do tempo no futuro. A série cria vários eventos complicados que afetam tanto o passado quanto o futuro. No protagonismo, temos Flynne Fisher, uma jovem que está focada nos cuidados de sua família.

- Publicidade -

Porém ela se envolve em algo que aponta para outras conspirações que são maiores. Periféricos, foi criada por Scoot Smith, a série foi produzida por Jonathan Nolan e Lisa Joy, que são conhecidos por outra série de ficção científica alucinante, Westworld.

Desde a tecnologia até o destino iminente do mundo retratado na série, dá uma sensação estranha ao público, especialmente considerando como algumas histórias de ficção científica tendem a prever o futuro.

Então, se você se pergunta sobre a origem desse conceito, e o quanto ele também se assemelha aos fatos da realidade, aqui está tudo o que você deve saber sobre ele. Afinal, Periféricos possui alguma semelhança com o mundo real?

- Publicidade -

Periféricos é baseado em um livro?

Periféricos se baseia em um livro sim. A série se baseia no livro de 2014 com o mesmo nome de William Gibson. O autor é reconhecido anteriormente por criar histórias de ficção científica que exploram a tecnologia futurística. Ao mesmo tempo, eles se concentraram no futuro político e climático do mundo.

- Publicidade -

Publicidade

A ideia veio à ele como uma cena muito simples. Ele disse:

“Eu tinha uma garota descendo uma colina para ver seu irmão que morava em um trailer. Eu realmente não tinha mais nada, e não sabia quando era, e estava apenas tentando canalizar o sentimento dessa garota que era a personagem”.

De certa forma, os personagens pareciam estar no lugar certo e o tipo de pessoa que ele queria seguir. Ele então começou a aumentar a história, tendo o foco no mundo em que eles viviam. A partir daqui, as coisas avançaram rápido demais.

- Publicidade -

Londres é o cenário principal de Periféricos

Periféricos teve Londres como um dos cenários principais e importantes. Certamente, isso ajudou a moldar definitivamente sua história. Uma vez, Gibson visitava Londres quando conheceu um amigo, que começou a falar sobre a estrutura política das coisas na cidade. Ao Tor, o criador afirmou:

“Ele começou a me contar em detalhes gloriosos e possivelmente completamente fictícios como o governo da cidade de Londres realmente funciona, quão assustadoramente não democrático ele consegue ser, de certa forma, e como ninguém realmente elege essas pessoas. E isso me encantou completamente”

- Publicidade -

Isso teve um impacto para Gibson que ele decidiu colocar Londres como o outro cenário principal de sua história, para Periféricos.

“Decidi que o que estava do outro lado da tela do videogame para Flynne era essa Londres de futuro relativamente distante, administrada por esses caras, e funcionou instantaneamente”

A influência na criação da série

- Publicidade -

Periféricos é inspirado em história real?
Imagem: Divulgação/Amazon Prime Video

Enquanto Periféricos, tem uma história única em todas as frentes, Gibson confessou que houve várias outras histórias de ficção científicas que influenciaram sua criação deste novo mundo. Ele credita especialmente Mozart in Mirrorshades, de Bruce Sterling e Lewis Shiner, porque informou o aspecto de viagem no tempo em seu romance.

Ele também leu muita ficção científica feminista dos anos 70. Assim como por exemplo, Ursula Le Guin, Joanna Russ, Alice Sheldon e Octavia Butler, o que influenciou a forma como ele escreve personagens femininas em suas obras.

Para Lisa Joy e Jonathan Nolan, criar a série, foi uma oportunidade de inventar um mundo inteiramente novo para a televisão. Nolan sempre foi fã de Gibson e quando a oportunidade de trazer seu trabalho para TV bateu à sua porta com Periféricos, ele decidiu não deixar passar.

Apesar da escala expansiva do romance, adaptá-lo para a TV, levou a várias mudanças. Com isso, tiveram com os personagens e suas tramas, bem como na representação da tecnologia e no visual das diferentes linhas do tempo e realidades alternativas.

No entanto, em sua essência a série continuou fiel ao seu material de origem, que permaneceu fundamentado na realidade. mesmo que seja uma abordagem ficcional para mostrar ao nosso mundo um espelho fraturado.

E você, já assistiu Periféricos?

Certamente, você também vai gostar:

Stranger Things revela mistérios na nova temporada

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, para não perder nada da série.