One Piece da Netflix: 1ª Temporada está evitando um grande problema

Grande problema de One Piece deve ser evitado

- Publicidade -

A adaptação live-action de One Piece da Netflix tem muitos obstáculos a serem superados, mas pelo menos um deles será evitado na 1ª temporada. Adaptações de franquias de animes e mangás são complicadas, mas adaptar o mundo excêntrico de Eiichiro Oda parece ainda mais difícil.

- Publicidade -

Afinal de contas, o universo criado por Oda conta com membros elásticos e doces que cantam. Isso, especificamente, representa um desafio, principalmente se a adaptação de One Piece não tiver a rede de segurança da animação. Apesar de ter uma longa história de fracassos nesse nicho, a Netflix está avançando com sua ambiciosa série de TV.

A série de mangá deve estrear ainda em 2023. Justamente por isso os primeiros spoilers sobre ela já estão começando a surgir. Em uma primeira espiada no estilo visual do programa de TV, a Netflix lançou seus primeiros pôsteres oficiais da série, um dos quais Luffy Chapéu de Palha é o personagem central da imagem, este que será interpretado por Inaki Godoy.

Já o outro mostra a tribulação de One Piece em pé na frente no navio pirata, o Going Merry. Da esquerda para a direita estão Sanji, Nami, Luffy, Usopp e Zoro. Infelizmente, todos os personagens são vistos de costas, mas o pôster oferece uma amostra da paleta do live-action.

- Publicidade -

A imagem aparentemente também cimenta o elenco principal da 1ª temporada de One Piece, o que evita um possível problema de personagem.

A mudança de Chopper em One Piece

- Publicidade -

Publicidade

No anime e mangá, Luffy tem 10 membros oficiais em sua “gangue” em tempo integral. Isso é algo que cria um desafio para adaptação da Netflix, já que eles precisam descobrir quais personagens devem apresentar em sua temporada de estreia.

Embora os atores de Luffy, Zoro, Nami, Usopp e Sanji já estejam confirmados, o sexto Chapéu de Palha a se juntar a gangue, Chopper, a rena, precisaria ser renderizado no CGI. Por conta desse “detalhe”, já fica difícil saber se Chopper se juntará à equipe de Luffy na 1ª temporada.

Os primeiros pôsteres de One Piece confirmam que o elenco principal de piratas vai ser um quinteto, já que o médico com chifres não é visto em nenhum lugar do marketing divulgado pela Netflix. Chopper poderia ter uma pequena participação no final da 1ª temporada da série.

- Publicidade -

Com isso, ele se junta com a equipe no segundo ano, mas o personagem claramente está sendo reservado para o futuro. A 1ª temporada da série aparentemente vai terminar com a derrota de Arlong, e Chopper será uma adição inicial no segundo ano, se isso realmente acontecer.

Embora a ausência de Chopper no live-action possa ser considerada decepcionante, a omissão habilmente contorna um difícil obstáculo.

Chopper na 1ª temporada de One Piece seria um erro?

- Publicidade -

Como uma rena antropomórfica que muda de forma, Chopper levará a equipe de efeitos especiais de One Piece ao seu limite. O médico do Chapéu de Palha exigirá animação CGI fotorrealista no nível de Rocket Raccoon, Sonic e Detetive Pikachu pós-reforma.

Ou então eles podem arriscar a ridícula versão online sofrido por Sonic na pré-reforma. Mesmo que a série tivesse orçamento para acomodar o trabalho digital de Chopper, incluir ele na 1ª temporada seria tolice. O co-CEO Ted Sarandos culpou os cancelamentos de tv da Netflix pelo hábito de fazer produções caras que atraem pouco público.

Desta forma, se a série deseja evitar se tornar uma dessas vítimas, Chopper não deve ser incluído na 1ª temporada de One Piece, por mais que isso possa frustrar os fãs. A sua mera inclusão iria inflar consideravelmente o orçamento de uma série que sequer estreou.

- Publicidade -

One Piece da Netflix: 1ª Temporada está evitando um grande problema
Imagem: Divulgação/Netflix

Assumindo que o live-action tenha estreia com uma recepção bem-sucedida, a 2ª temporada terá mais margem de manobra e liberdade para adicionar um Chopper de CGI no Going Merry. De uma perspectiva puramente narrativa, evitar Chopper na 1ª temporada também evita uma narrativa confusa.

A adaptação da Netflix já vai apresentar todos os cinco chapéus de palha, além de uma série de vilões do mangá em escassos 10 episódios. Desta forma, tentar também contar a origem de Chopper no Reino de Drum inevitavelmente significaria cortar e aparar detalhes importantes de One Piece.

Isso tudo por conta do pouco tempo que eles terão na 1ª temporada.

A 1ª temporada ainda tem um enorme desafio com CGI

Deixar Tony Tony Chopper fora da 1ª temporada da série pode salvar a adaptação da Netflix de uma armadilha em potencial. Até porque Luffy e sua Akuma no Mi já oferecem desafios para a equipe de CGI. Fazer os poderes da fruta Gomu Gomu de Luffy parecerem vagamente plausíveis é uma necessidade absoluta.

O protagonista da série precisa esticar seus membros como o personagem do anime e do mangá, mas sem que o efeito pareça bobo ou barato em um ator de carne e osso. Embora não seja uma criação puramente de CGI como Chopper, isso vai exigir algum trabalho digital.

O mesmo pode ser dito, inclusive, da transformação de McKinley Belcher III em Arlong, o Pescador em One Piece.

A necessidade de obter os poderes de Akuma no Mi de Luffy e do vilão de nariz serrado na 1ª temporada cria uma lista de tarefas bem complicada e cara para os assistentes de efeitos especiais do programa. Incluir a criação de Chopper como um personagem animado em CGI nesse caldeirão parece ambicioso demais apenas para a 1ª temporada do live-action.

É por isso que manter o personagem reservado para um segundo ano é totalmente plausível. O ceticismo inevitavelmente vai permanecer, mas a série aumentou suas chances de sucesso ao adiar o problema de Chopper por mais um tempo.

A ausência de Chopper pode salvar a série de mangá

One Piece da Netflix: 1ª Temporada está evitando um grande problema
Imagem: Divulgação/Netflix

Como dito, por mais que possa ser um pouco frustrante para os fãs de One Piece, faz sentido manter o orçamento num nível estável para uma série que nem estreou ainda. Não dá para ser ambicioso sabendo como o público vai receber o programa.

É com a 1ª temporada que a Netflix vai saber se vale a pena ou não investir mais na série e, consequentemente, em personagens como Chopper. 

Certamente, você também vai gostar:

La Brea revela péssima notícia para fãs em nova temporada

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, para não perder nada da sua série favorita. (Via ScreenRant)