- Publicidade -

Inventando Anna: A verdade por trás da série da Netflix. A história real

Conheça a história real de Inventando Anna

- Publicidade -

Inventando Anna é a nova série da Netflix que acompanha uma rica herdeira alemã, enquanto ela sobe ao topo da sociedade de Nova York. No entanto, pouco tempo depois é revelado na verdade que, ela é uma fraude. Até o ponto em que foi descoberta, a socialite fez diversas amizades, viveu e defraudou instituições. 

publicidade

Além é claro, de indivíduos poderosos e suas contas de hotel de luxo que deixaria qualquer cidadão de cabelo em pé. Criada por Shonda Rimes, a minissérie da Netflix afirma em cada episódio que é baseada em fatos reais. Porém, existem alguns momentos em que a ficção se mistura com a realidade. 

Se você tem dúvida do que é real ou não em Inventando Anna, a resposta pode surpreender você.

- Publicidade -

Inventando Anna é inspirada em uma história real?

Sim, Inventando Anna é baseada em uma história real. A minissérie foi inspirada em um artigo escrito para a New York Magazine e lançado em 2018. Escrito por Jessica Pressler, o artigo se chama “How Anna Delvey Tricked New York’s Party People“. Ou em tradução literal, Como Anna Delvey enganou os festeiros de Nova York. 

A série foi criada por Shonda Rimes, através de um acordo milionário com a Netflix. A criadora é a responsável por programas icônicos como Grey’s Anatomy e já havia criado Bridgerton para o serviço. Embora tenha algumas diferenças com relação ao material original, a essência da história é mantida.

- Publicidade -

O fato de muitas pessoas se tornarem vítimas involuntárias, contribuíram com a reportagem de Pressler. Como diversos personagens se envolveram com Anna, a série mostra o programa pintando uma imagem holística dos eventos à medida que eles acontecem. 

Claro que, a personagem também é bastante intrigante na vida real. Em 2017, Anna Sorokin foi indiciada por várias acusações como furto e roubo de serviço. Segundo o artigo, Anna conseguiu acesso a elite de Nova York por causa de suas mentiras. Ela alegou ser uma herdeira alemã com um fundo fiduciário de 60 milhões. 

Entretanto, a fonte da riqueza de sua família continuou mudando. Para alguns, a fortuna vinda do petróleo. Para outros, a fortuna era oriunda de antiguidades.

Realidade x Ficção

- Patrocinado -

A realidade x ficção de Inventando Anna
Imagem: Divulgação/Netflix

A grande maioria dos programas inspirados em histórias reais, são embelezados com drama e exagero. Certamente, isso serve para manter os espectadores entretidos. No caso de Inventando Anna, parece que a inspiração da vida real, aparentemente forneceu bastante teatralidade. Ou seja, a série não precisou de tamanho embelezamento. 

Um dos exemplos é que, a cena em que Anna, não quer esperar e começa a colocar notas de 100 dólares no balcão do hotel, até o recepcionista volte sua atenção para ela é real. 

Dessa maneira, a maioria das travessuras que a série retrata sobre Anna, realmente aconteceram. Desde os planos para o clube de arte privado, até conseguir que sua amiga Rachel por uma suíte de hotel em Marrocos. Os fatos realmente aconteceram dessa forma. 

Inclusive, o pouco que foi retratado sobre suas origens, também é real. Com isso, alguns relatos sobre seu nascimento, ocorrido na Rússia em 1991, se mudando para Alemanha quando tinha 16 anos, em 2007. Anna frequentou o ensino médio na cidade de Eschweiler, perto de Colônia. 

- Publicidade -

Vemos em Inventando Anna, que seu pai aparentemente, dirigia caminhões. Ao ser contatada pela jornalista, a família de Anna disse que preferiu parecer anônima. 

O que Inventando Anna retrata sobre Anna Sorokin

Anna Sorokin originou Inventando Anna
Imagem: Divulgação/60 minutes Austrália

Por fim, antes de entrar no cenário social de Nova York, Anna foi estagiária da Purple, uma revista europeia. A minissérie não acompanha de perto esse acontecimento. Afinal, nela vemos os dias de Anna em Nova York, até sua apreensão em outubro de 2017. 

Em 2019, após ser indiciada por um júri, a verdadeira Anna passou mais dois anos presas. Em fevereiro de 2021 ela foi libertada por bom comportamento. Contudo, a jovem foi presa novamente, seis semanas depois pela polícia de imigração, já que seu visto venceu. 

Enquanto estava presa, ela alegou que não assistiria a série da Netflix. Segundo Anna, a série é uma versão ficcional de sua vida. De acordo com alguns tabloides, Anna recebeu 200 mil dólares para que sua história fosse contada na Netflix. Aparentemente, ela usou o dinheiro para pagar a restituição.

Embora Anna tenha um opinião formada sobre a autenticidade da série, a narrativa aponta para a realidade. Isso por que, Jessica Pressler, entrevistou diversas pessoas que, conheceram a jovem em primeira mão. Ou seja, a história de Inventando Anna realmente estava desenrolando na vida real. 

Por fim, a série retrata muitos personagens do mundo real. Além disso, segue a sequência de eventos desde quando Anna chegou a Nova York, até sua prisão com bastante precisão. Claro que, alguns detalhes e nomes são alterados. 

Inclusive, o nome da própria jornalista, de Jessica Pressler, para Vivian Kent. O hotel em que Anna tem uma estadia prolongada também teve o nome alterado. Originalmente, se chama 12 George, e na série, 11 Howard.

No entanto, na maior parte, ‘Inventando Anna‘ é baseado em uma história muito real . Após ver a minissérie, as pessoas continuaram a assistir se desenrolar no mundo real.

Certamente, você também vai gostar:

>Justiça Jovem – Espectros (Parte 2): Data de estreia na HBO Max e mais

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, também via Youtube.

Comentários estão fechados.