Game of Thrones: Por que os vagantes brancos não falavam na série?

Apesar de falarem nos livros, os Vagantes brancos nunca falaram em Game of Thrones

- Publicidade -

Os Vagantes Brancos em Game of Thrones eram capazes de muitas coisas. Entre eles, ressuscitar os mortos, viver por milhares de anos, sentar em cavalos zumbis assistindo a uma batalha em grande escala sem fazer nada. Mas, o que eles nunca fizeram foi falar, apesar de ter capacidade para isso.

- Publicidade -

Desde a primeira cena da série até a metade de sua temporada final, os Vagantes brancos surgiram como a maior ameaça de Westeros. Por toda a sua importância na construção do final de Game of Thrones, no entanto, muitas perguntas sobre eles ficaram sem resposta.

Quem era o Rei da Noite originalmente? Por que os Vagantes Brancos retornaram agora? O que eles faziam quando não estavam lentamente abrindo um caminho para a terra dos vivos? Eles tinham famílias, amigos, esperanças e sonhos? Talvez se os Vagantes Brancos tivessem falado, alguns desses mistérios não existiriam.

Ou talvez eles simplesmente não tivessem nada de interessante a dizer, tendo esgotado todos os tópicos de conversa possíveis nos últimos 8.000 anos. No entanto, permanece o fato de que os personagens podem falar nos livros As Crônicas de Gelo e Fogo de George RR Martin, mas há uma razão para eles não falarem em Game of Thrones.

- Publicidade -

A fala dos Vagantes Brancos foi cortada de Game Of Thrones

A linguagem dos Vagantes Brancos, chamada Skroth, aparece no início de As Crônicas de Gelo e Fogo. Quando os Outros estão caçando Will e seus companheiros da Patrulha da Noite, suas vozes são ouvidas, descritas como soando “como o gelo quebrando em um lago de inverno”. Game of Thrones adaptou fielmente esta abertura.

- Publicidade -

Publicidade

Contudo, optou por não ter os vagantes brancos se comunicando. No entanto, nem sempre foi esse o caso. O piloto original da série (descartado porque aparentemente era muito ruim) apresentava os Vagantes Brancos falando.

No entanto, acabou sendo cortado porque simplesmente não estava funcionando, como o criador da linguagem do programa, David Peterson, disse ao Zap2it em 2015:

“Há partes em que você os ouve meio que resmungando e vocalizando; seria para isso. Acho que, no final das contas, eles decidiram que não queriam que eles realmente dissessem coisas e até legendassem. Isso pode ter sido um pouco brega, honestamente , para a cena de abertura da série.”

- Publicidade -

É fácil ver por que foi tomada a decisão de cortar a linguagem dos vagantes Brancos em Game Of Thrones. Ao contrário da criação de Dothraki ou Alto Valiriano, não há palavras conhecidas que possam ser criadas, mas apenas sons.

Isso é difícil por si só. Então se torna mais difícil quando potencialmente precisaria de legendas, e palavras que se encaixariam em vilões tão misteriosos poderiam ter sido difíceis de encontrar.

Os showrunners David Benioff e DB Weiss expandiram essa escolha para Deadline em 2016, explicando que eles veem o Rei da Noite como a Morte, e é por isso que ele não fala:

- Publicidade -

“De certa forma, é apropriado que ele não fale. O que a Morte vai dizer? Qualquer coisa o diminuiria. Ele é apenas uma força de destruição. Acho que nunca nos sentimos tentados a escrever diálogos para o Rei da Noite. Qualquer coisa que ele dissesse seria anticlimática.”

Fala dos Vagantes brancos melhoraria a série

Embora seja compreensível por que os Vagantes Brancos nunca falem em Game of Thrones, também é uma oportunidade perdida. Como uma espécie antiga, seria uma maneira de mostrar que os personagens existiam como parte de uma verdadeira civilização e tinham seus próprios pensamentos além do Rei da Noite os guiando.

- Publicidade -

Por que os Vagantes brancos não falavam em Game of Thrones?
Imagem: Divulgação/HBO

E como o próprio Rei da Noite já foi humano, esses sons gelados e estalantes teriam sido uma maneira eficaz de tornar os Outros, bem, um pouco menos diferentes, misturando o que era com o que são agora.

A construção do mundo e a tradição são partes essenciais dessa franquia, e o discurso dos vagantes Brancos poderia ter acrescentado ainda mais profundidade a isso também. Não precisaria necessariamente de legendas ou de o público entender exatamente o que eles estavam dizendo.

Entretanto, saber que eles se comunicaram sozinhos poderia ter dado uma ideia de seus objetivos e de que eles queriam algo. Pode não ter mudado a forma como o público reagiu a Arya matando o Rei da Noite, mas ainda poderia ter dado a eles um peso maior e tornado os vilões de Game of Thrones ainda mais arrepiantes.

Então, o que você acha da decisão dos criadores da série?

Certamente, você também vai gostar:

The Mandalorian pode ter outro vilão em nova temporada

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil para não perder nada da série.