- Publicidade -

Extraordinário: A verdade por trás do filme disponível na Netflix

Extraordinário é inspirado em uma história real? Descubra

- Publicidade -

Apesar de ter sido lançado em 2017, Extraordinário chegou ao catálogo da Netflix recentemente. O filme vem fazendo sucesso, graças a sua história doce e comovente. O drama familiar gira em torno de um garoto de 10 anos com deformidades faciais chamado Auggie.

publicidade

Extraordinário mostra que Auggie foi educado a vida toda em casa. No entanto, chegou a hora de uma nova fase, onde irá para a escola. Tal decisão é desconfortante, e gera no garoto uma preocupação. Afinal, ele pode se tornar um pária e tratando de maneira diferente por causa de sua aparência.

Além da jornada de Auggie, o filme também nos mostra uma jornada de seus pais. Assim, vemos a recepção da notícia por parte de sua mãe, bem como, o comportamento de sua irmã, que sempre é deixada de lado. Por fim, seu pai, que sempre tenta motivá-lo.

- Publicidade -

Stephen Chbosky tenta mostrar a perspectiva de diferentes personagens. Dessa maneira, temos uma ideia melhor de como tais personagens são motivados a se comportar da maneira que agem. Por isso, com uma história emocionante, os fãs questionam se Extraordinário é inspirada em uma história real. Eis o que sabemos.

Extraordinário é inspirado em uma história real?

Indo direto ao ponto, a resposta é não. Extraordinário na verdade, é uma adaptação do romance do mesmo nome escrito por Raquel Jaramillo. A escritora publicou o livro sobre seu pseudônimo de RJ Palacio. Falando ao NPR, a autora contou o que a inspirou a escrever o livro.

- Publicidade -

Segundo Raquel, enquanto estava em uma sorveteria com seus dois filhos, eles se depararam com uma garota que tinha uma grave malformação facial. Seu filho começou a chorar ao olhar para ela. Dessa forma, Raquel saiu rapidamente de lá. A escritora afirmou:

“Para poupar os sentimentos dessa garotinha, acabei meio que fugindo da cena”.

Entretanto, ao chegar em casa, Raquel reconheceu que havia lidado mal com a situação. A escritora de Extraordinário continou pensando sobre o que ela poderia ter feito diferente. Foi assim que surgiu a ideia de ajudar de escrever o livro. Raquel afirmou que queria escrever na esperança de ajudar as pessoas a ver o mundo da perspecitva de alguém com deformidades. Foi então que nasceu a ideia do livro.

No film, Auggie sofre de Síndrome de Treacher Collins. Por sua vez, essa é uma doença genética que causa deformidades em suas características faciais. Enquanto a maior parte da história é contada pelo ponto de vista de Auggie, as partes que vemos os fatos através de outros personagens se destacam particularmente.

- Patrocinado -

Outros personagens ganham destaque

Certamente, um dos grandes destaques em paralelo a Auggie é sua irmã Via. Sua percepção da história mostra que, ela vive em função de sempre atender às necessidades do irmão que ela ama. Isso traz à tona o efeito não intencional que tem em sua vida.

De certa forma, Via é sempre deixada de fora e se sente que não está sendo notada. Em uma entrevista, Stephen Chbosky admitiu que estava nervoso em realizar o trabalho de outro autor. Ele temia “decepcionar os fãs” da obra e as crianças que amam o licro. 

No entanto, o sentimento foi justamente o contrário. O trabalho de Chbosky em Extraordinário foi considerado espêndido pela fidelidade ao material de origem. O livro e, como extensão, o filme servem como um forte lembrete das lutas pelas quais as crianças com deformidades e suas famílias passam.

Semelhanças entre ficção e realidade em Extraordinário

- Publicidade -

Extraordinário está disponível na Netflix
Imagem: Divulgação

Todo o enredo, tanto do filme, quanto do livro são fictícios. Mas, isso não significa que não haja semelhanças na vida real. Afinal, há muitas crianças que passaram pela mesma situação. Nathaniel Newman, filho de Magna e Russel, nasceu com Síndrome de Treacher Collins. 

A história de Auggie e suas lutas vistas em Extraordinário são muito parecidas com o que Nathaniel experimentou. Para alguém que passou por mais de 70 cirurgias, tudo o que ele sempre quis foi viver foi uma vida normal na adolescência. E Nathaniel não é o único a se sentir assim. 

De acordo com a CNN, cerca de 600 mil crianças foram diagnosticadas com condições semelhantes a esta nos Estados Unidos. O filme ajudou essas crianças a se sentirem mais confiantes sobre si mesmas. Em uúltima análise, apesar do longa não ser baseado em uma história real, as lições que ele ensina e os problemas que seus personagens enfrentam, ainda são muito relevantes.

A ideia que Extraordinário passa, de ser gentil, compreensivo e aceitar sempre soará verdadeira.

Então, você assistiu ao filme? Gostou da história de Auggie?

Certamente, você também vai gostar:

>Uma Advogada Extraordinária: A história real da série de sucesso da Netflix

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, também via Youtube.