Eu Sou a Lenda: Entenda o final do filme de uma vez por todas – e o final alternativo

O final explicado de Eu Sou a Lenda

- Publicidade -

Eu Sou a Lenda estreou oficialmente nos cinemas em 2007 e até hoje, a produção é uma das mais assistidas dos serviços de streaming. Na época de seu lançamento, as pessoas lotaram os cinemas, com as cenas impressionantes de Manhattan deserta e varrida por um possível vírus.

- Publicidade -

As imagens eram arrepiantes o suficiente e levaram Eu Sou a Lenda a ter uma bilheteria de aproximadamente, 600 milhões de dólares. Ao ser lançado, o filme com Will Smith praticamente sozinho, conseguiu mostrar sua versatilidade, de forma identificável, carismática e segura. 

O ator mostrou que, quase sozinho, é capaz de fazer um filme – na época – com seu poder de estrela. Além disso, o lançamento do longa foi um ponto crucial para a carreira de Smith, que passou a ser levado mais a sério. Baseado no romance de Richard Matheson de 1954, o filme é a terceira adaptação da história. 

Antes, Eu sou a Lenda já havia sido adaptada por outras estrelas como Vincent Price (“O Último Homem na Terra”) e Charlton Heston (“O Homem Ômega”). Mesmo sendo lançado há tanto tempo, o filme ainda gera uma quantidade grande de dúvidas nos fãs. Aqui está o final explicado da produção, disponível na Amazon Prime Video e HBO Max.

- Publicidade -

A história de Eu Sou a Lenda

O enredo de Eu sou a Lenda abre com uma entrevista. Nela, a Dra, Alice Krippin, revela que conseguiu reprogramar com sucesso um vírus para curar o câncer. Pulamos três anos no tempo, onde as ruas de Manhattan estão completamente varias, com a natureza recuperando espaço. 

- Publicidade -

Publicidade

O vírus Krippin, não apenas acabou com a população mundial, mas também, transformou os infectados sobreviventes em criaturas noturnas selvagens conhecidas como Darkseekers. Enquanto olhamos para a visão terrível, mas estranhamente bela, um carro atravessa por uma rua vazia.

Nele, está Dr. Robert Neville, caçando veados com sua cachorra, Sam. Neville é a única pessoa viva na cidade. Por sua vez, o ex-virologista do Exército dos EUA perdeu a esposa e a filha durante a evacuação caótica da ilha três anos antes. Agora, todos os dias ao meio-dia, ele se dirige a um pier, o local especificado em uma de suas transmissões diárias para quaisquer sobreviventes que possam estar ouvindo. 

Para ter um pouco de companhia, ele também decorou seus lugares habituais com manequins com quem cumprimenta e conversa enquanto segue sua rotina na metrópole deserta. À noite, ele se agacha com seu cachorro e ouve enquanto os Darkseekers emergem das sombras e da raiva nas ruas.

- Publicidade -

O protagonista de Eu Sou A Lenda é imune ao vírus e trabalha em uma cura usando o próprio sangue. Quando ele começa a ter resultados promissores, ele captura uma Darkseeker para experimentar seu soro. Isso enfurece o macho alfa, e logo no dia seguinte, as criaturas armam para Neville como vingança. Neville fica inconsciente, acordando apenas ao pôr do sol.

A ‘lenda’ de Neville

Libertando-se da armadilha, ele e Sam são atacados por uma matilha de cães infectados. Seu fiel cão é mordido o defendendo e ele percebe que deve matá-la antes que ela se transforme também. Dominado pela dor e pela raiva, Neville sai noite adentro para acabar com o máximo de Darkseekers que puder. 

- Publicidade -

Embora consiga matar várias criaturas, elas se unem e viram seu veículo. Parace o fim para o “herói” Neville. Já em casa, encontra duas pessoas que o salvaram: Anna (Alice Braga), uma brasileira e um jovem chamado Ethan (Charlie Tahan). Os sobreviventes chegam à cidade após suas transmissões de rádio. 

Eu Sou a Lenda: O final do filme explicado
Imagem: Divulgação

Em Eu Sou a Lenda, Anna quer que Neville vá com eles para uma zona segura em Vermont, mas ele não acredita que exista. Além disso, ele quer ficar em Nova York e continuar trabalhando em sua cura. Nesse interím, Neville descobre que diminuir a temperatura do Darkseeker pode aumentar a eficácia do soro. No entanto, a cobaia morre no processo. 

- Publicidade -

Neste momento, descobrimos que ele já fez experimentos em várias criaturas antes. A noite cai e os Darkseekers invadem a casa, tendo descoberto onde Neville morava por seguir Anna na noite anterior. Ao chegar no porão de Neville, eles veem que o soro está funcionando e a paciente está se tornando humana novamente. 

Contudo, as criaturas invadem a sala. Neville pega uma amostra do sangue do Darkseeker curado e dá para Anna, escondando ela e o menino em uma velha lareira de carvão. Ele então os protege e a cura explodindo a si mesmo e às criaturas com uma granada. 

Anna e Ethan chegam à zona segura com a cura. Em uma narração, Anna diz que a sobrevivência da humanidade é o legado de Neville, e esta história é sua lenda.

O final alternativo

Embora muitos fãs não saibam, existe uma versão alternativa para Eu Sou a Lenda. Aliás, essa versão deve ser levada em consideração para uma futura continuação que contará com Will Smith e Michael B. Jordan. Nessa versão final, tudo continua igual até Neville, Anna e Ethan descerem para o laboratório e perceberem que o soro está funcionando na cobaia.

Eu Sou a Lenda: O final alternativo
Imagem: Divulgação/Warner

Os Darkseekers invadem o local e o macho alpha se bate contra a porta de vidro. Mas, dessa vez, ele percebe que os golpes formaram um padrão de borboleta no vidro. Neville olha para sua paciente na maca e percebe que ela tem uma tatuagem de borboleta, e de repente se dá conta que os Darkseekers não são criaturas irracionais como ele pensava anteriormente. 

Eles são uma sociedade que pode se comunicar e ter sentimentos como nós. Essa epifania causa uma grande mudança no coração de Neville. Por mais que ele possa buscar a cura, ele não pode tirar outra vida para isso. Neville abaixa a arma e remove o soro do braço da cobaia.

Este final de Eu sou a Lenda mostra que ela rapidamente se transforma em uma Darkseeker novamente. Então, Neville a devolve cautelosamente ao Macho Alpha. O reencontro emocionado é seguido de um pedido de desculpas em lágrimas. 

O macho alpha ruge de raiva, mas uma forma de trégua foi estabelecida. Ele dá a Neville um olhar parecido com pena e depois sai com seus seguidores.

Esta versão do filme termina com Neville deixando Nova York com Anna e Ethan, indo para a zona segura em Vermont. Nenhuma cura foi encontrada, mas a narração final de Anna ainda transmite uma mensagem de esperança, dizendo a todos os ouvintes no rádio que eles não estão sozinhos.

Assista ao final alternativo de Eu Sou a Lenda:

Certamente, você também vai gostar:

Chicago Fire: Ator de Severide enfrentou incêndios na vida real

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, para não perder nada do filme