Publicidade

Como seria Se: A história por trás do filme da Netflix que os fãs não sabem

Como seria se.. é baseado em uma história real? Descubra

Publicidade

Como seria se é o novo filme de sucesso da Netflix. Tão logo chegou ao catálogo, rapidamente passou a liderar o TOP 10 do serviço. Além de um elenco que inclui, Lili Reinhart e Danny Ramirez e Luke Wilson, o filme também possui uma história doce e conquistadora.

O enredo de Como seria se gira em torno de uma jovem chamada Natalie. Na noite de sua formatura, ela faz um teste de gravidez que, pode definir seu futuro. É aqui que sua vida toma dois caminhos diferentes. Em um, o teste dá positivo, ela decide ter o bebê e coloca sua carreira de lado.

Publicidade

Em outra linha do tempo, o teste dá negativo e ela vai para Los Angeles perseguir seus sonhos. Muitas das vezes, o filme parece versar com a vida de algumas garotas dessa idade. Exatamente por isso, os fãs questionam se o longa tem alguma origem ou foi inspirado em uma história real. 

Além disso, os fãs podem se questionar se, Como seria se, possui algum livro que originou o filme. Então, aqui está tudo o que sabemos. 

Publicidade

Como seria se é baseado em uma história real?

Indo direto ao ponto, a resposta é não. Nenhuma história real inspirou Como seria se. No entanto, o longa também não tem como material de origem um livro. Tal comparação é normal ser feita, principalmente pelo grande número de adaptações feitas pela Netflix nos últimos anos. 

A ideia original do livro veio de um roteiro escrito por April Prosser. A história foca na jornada de Natalie. Mesmo que sua história tome duas direções diferentes, descobrimos que as coisas acabam bem para ela, independente do caminho que sua vida tome. 

Publicidade

Lili Reinhart, que protagoniza o filme e atua como produtora, afirmou que esse aspecto de bem-estar que chamou sua atenção. Ao Today, a atriz afirmou:

 “Eu li o roteiro há mais de dois anos e meio e honestamente pensei que era tão emocionante e eu realmente amei como em ambas as vidas para essa jovem não havia caminho certo ou errado. Não havia vida ruim. Então eu apenas pensei ‘Essa garota acaba ficando bem em ambas as vidas’, e isso foi muito reconfortante para mim”.

Publicidade

Além disso, a diretora de Como seria se, Wanuri Kahiu, afirmou que amou a história logo de cara. O motivo é que, a diretora estreante em Hollywood, passou por algo semelhante com sua própria gravidez. Esse foi o ponto em que sua vida mudou. 

À Variety, Kahiu afirmou:

Publicidade

“Senti que [o filme] era em parte minha vida, no sentido de que me lembro do momento exato em que percebi que estava grávida e como literalmente vi minha vida tomar um rumo paralelo. Acredito em vidas paralelas e múltiplas existências, e isso realmente me atraiu”.

A história do filme

Como seria se: A história por trás do filme da Netflix
Imagem: Divulgação/Netflix

Em Como seria se, a vida da protagonista toma dois rumos diferentes e, em ambos, ela tem sua porcentagem de lutas e desgostos. Mas, parece ser bem diferente um do outro. Ao trazer essa história para o público, os cineastas queriam enviar a mensagem de que, se deve viver a vida sem arrependimentos, não importa quais decisões se tomem.

Publicidade

No entanto, o evento crítico da história, que é a gravidez da personagem principal, também tem um significado especial para os Estados Unidos atualmente. Apesar do roteiro já existir há alguns anos, o filme foi lançado após a derrubada da lei Roe vs. Wade. Dessa forma, o momento não passou despercebido pelo diretora.

 “Estou tão devastada com o que aconteceu com Roe v. Wade porque isso afeta muitas pessoas, não apenas nos EUA, mas em todas as políticas que foram financiadas internacionalmente como resultado. Mesmo que este filme não seja necessariamente sobre escolha, eu amo que ele diga a qualquer jovem que, independentemente de como sua vida vá, se você realmente seguir seu coração, você será bom. Você está tomando a decisão certa para si mesmo”.

Publicidade

Considerando tudo isso, podemos dizer que, apesar de Como seria se não seja baseado em uma história real ou em um livro, ele adota uma abordagem realista das escolhas de Natalie. Assim, oferece uma mensagem reconfortante e afirmativa aos espectadores.

Então, você já assistiu ao filme? Gostou da mensagem?

Certamente, você também vai gostar:

Publicidade

>Uma Advogada extraordinária revela excelente notícia na Netflix

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, para não perder nada.