Cidade invisível: Realmente vale a pena assistir na Netflix ?

Cidade Invisível é um dos sucessos brasileiros da Netflix

Há mais em jogo do que apenas vidas na nova série original da Netflix, Cidade invisível.

Continua após publicidade

Repleto de referências ao folclore e a cultura nacional, o que começa como uma história de investigação sobre um incêndio florestal e um assassinato se torna, ao longo de sete episódios, em uma jornada fantástica através das lendas nacionais.

Repleto de boas atuações e com efeitos visuais impressionantes, a mini série projetada por um comitê criativo – nove roteiristas creditados na série – se tornou rapidamente popular graças ao entusiasmo dos espectadores em assistir uma produção nacional de qualidade.

Entendendo melhor a história de Cidade Invisível

Cumprindo os deveres habituais de um protagonista amargurado está Eric (Marco Pigossi), um investigador da Polícia Ambiental que se envolve em uma conspiração quando sua esposa Gabriela (Julia Konrad) é tragicamente morta em um incêndio florestal.

O incidente poderia ter sido causado intencionalmente por um construtora tentando deslocar os moradores locais para que a empresa pudesse comprar o terreno.

Entretanto, a morte de Gabi é misteriosa por razões que vão além disso. Eric rapidamente percebe que há algo muito mais em andamento do que um simples assassinato – e sua teoria principal envolve versões modernas de divindades extraídas do folclore brasileiro.

O conflito primário da série não é nada sutil, se resume em uma batalha entre a marcha da modernidade e a preservação das tradições locais, tornada literal pela presença de deuses antigos e novas influências culturais.

O ponto mais interessante da trama e que nem Eric, e nem as divindades, sabem exatamente o que está acontecendo. Isso ajuda a construir um mistério ao redor do enredo, fazendo com que o plot não se torne óbvio rapidamente.

Os primeiros episódios não hesitam em serem estranhos. Não há tentativas de ambiguidade para sugerir que tudo pode estar na cabeça de um homem enlutado.

A série posiciona-se rapidamente como uma história descaradamente de fantasia, levantando imediatamente inúmeras possibilidade sobre o que está realmente acontecendo e como a história será concluída.

Assista à série Cidade Invisível no Netflix

O criador de Cidade Invisível é Carlos Saldanha e, embora seu nome possa não ser um nome familiar, seus filmes anteriores definitivamente são.

Estreou como diretor (ou melhor, co-diretor) em 2002 com o filme de animação “A era do Gelo”. Desde então, ele continuou trabalhando em outros filmes da franquia, e dirigiu Rio (2011) e Ferdinand (2017).

Obviamente, dirigir um filme de animação é muito diferente de trabalhar em uma série de fantasia de ação. No entanto, quando você assistir aos efeitos surpreendentes em Cidade Invisível, suponho que você verá o quão próximos os dois podem ser conectados.

- Publicidade -

Além disso, Carlos Saldanha não está dirigindo nesta série. Esse trabalho é feito por Luis Carone e Júlia Pacheco Jordão.

Enquanto Carlos Saldanha é o criador em termos de garantir a produção, a série é na verdade baseada em uma história co-desenvolvida pelos roteiristas e autores de best-sellers Raphael Draccon e Carolina Munhóz.

A mini série estriou na Netflix em fevereiro deste ano e está disponível na plataforma de streaming deste então. Se você encontrar barreiras de restrição geográfica ao buscar pela série os principais provedores de VPN para Windows podem ajudá-lo a contornar esse problema.  

Além do catálogo nacional, a série também está disponível para ser assistida em outros países como EUA, Canada e UK.

Lendas brasileiras ganharam vida na sua tela

Cidade Invisível na Netflix
Imagem: Divulgação/Netflix

O enredo de Cidade Invisível poderia ser explicado tão simples quanto ponderar esta questão: “E se todas as lendas brasileiras fossem verdadeiras?”

Conforme a história avança – o que acontece muito rapidamente já que se trata de uma minissérie – você verá várias lendas folclóricas brasileiras que conheceu na sua infância e rapidamente perceberá que elas são realmente verdadeiras no mundo da Cidade Invisível.

A proposta, inicialmente, pode parecer um pouco infantil. E sim, certos elementos podem ser. Mas há as mortes que definitivamente não são nada amigáveis a telespectadores mirins.

Além disso, se você quiser assistir a uma série que o mantem interessando em continuar assistindo, então essa é uma boa escolha.

A maioria dos episódios tende a terminar em um momento chave, com novas informações que você só precisa continuar assistindo para saber mais. No entanto, é feito de maneiras bastante elegante.

Visualmente, a série também é ótima e alguns dos efeitos especiais aumentam a sensação de fantasia. Ver Inês cobrindo um cadáver com borboletas ou experimentar um close-up extremo do Curupira, com chamas saindo de sua cabeça, é realmente assustador.

Cidade Invisível é um mergulho rápido e bem escrito no folclore brasileiro, trazendo consigo um mistério intrigante e uma estética única.

Embora o final do suspense possa desanimar algumas pessoas e o ritmo acelerado deixar pouco espaço para explorar subtramas para alguns personagens, há o suficiente aqui para fazer uma pequena maratona repleta de guloseimas e mistérios durante o fim de semana.

Então, você já assistiu Cidade Invisível ?

Aproveite para ler:

>São Paulo: Time pode ganhar série na Netflix ? Entenda

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil. Afinal, aqui você não perde nada da Netflix.

- Publicidade -

Comentários
Carregando...