Chicago PD faz mudanças para Voight de maneira errada

Chicago PD faz mudança em Voight

- Publicidade -

A 10ª temporada de Chicago PD tentou consertar Hank Voight como personagem, mas da pior maneira possível. O departamento especial da polícia de Chicago mudou sua narrativa para se concentrar no sargento da Inteligência. Essencialmente uma continuação de seu caso anterior com ASA Nina Chapman, o episódio intitulado de “Deadlocked” marcou a estreia de Jesse Lee Soffer na direção.

- Publicidade -

Neste episódio também é mostrado o julgamento de Arturo Morales. Com a vida de uma mulher em jogo, Voight saiu da linha para garantir que os assuntos fossem devidamente resolvidos. Não é segredo que Voight sempre foi um personagem trabalhado na escala do cinza em Chicago PD.

Embora o personagem seja inerentemente bom, ele também não se opõe a fazer coisas horríveis em nome da justiça. Esse é um problema que a série conseguiu deixar de lado por anos. Contudo, no atual clima político, social e racial, os departamentos da polícia precisam ser mais criteriosos na forma como executam suas narrativas.

Portanto, embora a última parte da 10ª temporada de Chicago PD tenha valido a pena por causa de Voight, ele ainda precisava ser repreendido porque, em última análise, o que ele fez foi errado.

- Publicidade -

Chicago PD estava certo em castigar Voight

No episódio “Deadlocked”, Morales tentou chantagear um membro do júri designado para seu caso, que envolve o sequestro de sua própria mulher. Voight descobriu isso e decidiu operar fora da lei para salvar a mulher, preservando também a integridade do caso em Chicago PD.

- Publicidade -

Publicidade

Chapman ficou sabendo disso e quando ela confrontou Voight, ele não contou o que estava acontecendo para sua própria proteção. Assim que a mulher foi salva e Morales foi preso, ele finalmente confessou. Contudo, ao invés de ser compreensiva, Chapman foi crítica.

Ela avisou Voight que ele não pode continuar infringindo a lei por achar que sua vontade pessoal está acima da lei. Asa definitivamente está certa a esse respeito, é ótimo que ela tenha chamado a atenção de Voight. Entretanto, isso barateia todo o impacto desse teste de moralidade porque vem justamente de Chapman.

Hank fez algo semelhante durante a primeira tentativa da Inteligência de prender Morales em Chicago PD. Ele descobriu que Chapman era antiética quando ficou sabendo que ela teve um caso com seu informante civil, que foi a chave para prender Morales.

- Publicidade -

Ela não teve nenhum problema quando Voight saiu da linha para proteger seu caso, carreira e reputação. Na verdade, ela até o elogiou. Portanto, é hipócrita da parte dela reivindicar repentinamente a superioridade moral neste caso.

Porque Voight continua sendo o personagem mais interessante da série

Em meio às muitas mudanças de elenco ao longo dos anos, Hank Voight continua sendo o personagem mais interessante de Chicago PD. Isso porque ele é um personagem complicado. Sua moralidade foi questionada muitas vezes no programa e é algo que a série precisa se apoiar para seguir em frente.

- Publicidade -

Chicago PD tenta mudar com Voight
Imagem: Divulgação/Amazon Prime Video

Além de seu impacto sobre si mesmo, o código pessoal de Hank também cria uma dinâmica mais atraente dentro da Inteligência. Quase todos no programa enfrentaram algum tipo de teste moral, especialmente quando um caso chega perto de ser encerrado.

Indiscutivelmente, a série fica melhor quando faz isso. Então eles precisam fazer mais para lidar com as falhas da 10ª temporada da série. É justamente nesse tipo de situação onde podemos ver o melhor de Hank e, consequentemente, da série.

- Publicidade -

Essa virada de chave que ele dá entre ser um bom chefe e ser compreensivo com a equipe e pessoas em situações frágeis para um policial violento que faz de tudo para conseguir justiça é o que faz Chicago PD ser instigante.

Certamente, você também vai gostar:

Gostou de O Agente Noturno? Então precisa ver essas 3 séries parecidas

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, para não perder nada da série. (Via ScreenRant)