- Publicidade -

Café com Aroma de Mulher: A verdade por trás da série da Netflix

Café com Aroma de mulher é um dos sucessos do ano da Netflix

- Publicidade -

Já faz um bom tempo que Café com Aroma de Mulher foi lançado na Netflix. No entanto, após longos episódios, a série continua na memória dos assinantes. Claro que, muito disso parte do saudosismo, já que se trata de um remake do enome sucesso dos anos 90.

publicidade

Foi nesse período que Fernando Gaitán, arriscou na primeira versão de Café com Aroma de Mulher, um enredo complexo e interessante. Desde que isso aconteceu, várias adaptações ocorreram e apesar de algumas, como as do México, tenham feito sucesso, a versão atual, vinda da Colômbia conseguiu estourar e conquistar os fãs.

A história original e a essência foi preservada, contudo, algumas mudanças para atualizar a história foram feitas. Certamente, tais mudanças ocorreram para atualizar a série para as novas gerações, incluindo a “geração Netflix”. Embora o trabalho tenha sido bastante complexo, os produtores tiveram sucesso na empreitada.

- Publicidade -

Prova disso é que, a série se tornou um grande sucesso, oculpando o TOP 10 da Netflix por vários dias. Além disso, a série é dona de uma combinação perfeita de drama, suspense, romance e muita intriga. Sem contar é claro, seu final inesperado. Pois bem, embora tudo isso seja perfeito, a adaptação de Café com aroma de mulher esconde alguns segredos. Aqui estão eles.

As mudanças de Café com Aroma de Mulher

Grande parte das mudanças para os dias atuais de Café com Aroma de Mulher foram responsabilidade de Mauricio Cruz. Afinal, se passaram cerca de 25 anos desde a estreia da novela original e foi necessário ajustar algumas partes do enredo, apesar de todo o sucesso previsto.

- Publicidade -

A intenção agora era mostrar uma proposta nova, não somente na trama, mas também em termos visuais. Por isso que a versão da Netflix se tornou uma combinação entre o cinema e televisão. Isso permitiu que a série fosse mais interativa, divertida e acima de tudo, mais interessante para o público.

Assim, além de uma apresentação linear da trama, vimos agora, um ritmo mais rápido, atual e fresco. Tais características fizeram com que as novas gerações não conheciam a versão original. Por sua vez, um ponto que Cruz não poderia ignorar é a linguagem inclusiva. Dessa forma, incluiu uma visão feminina que tomou tanto poder nos últimos tempos.

Personagens femininas ganharam maior destaque

Quando foi lançada em 1994, a versão da época de Café com Aroma de Mulher recebeu muitos elogios por Gaviota (no Brasil, Gaivota), ser uma mulher de pulso firme. Se na época, a personagem já tinha um tremendo destaque, a versão da Netflix expande ainda mais o poder feminino. 

- Patrocinado -

Na versão original, algumas personagens não tinham tanto destaque, e na versão atual, elas são mais poderosas. O intuito foi que as personagens deixassem uma mensagem clara e honrosa sobre suas ações, através de uma essência narrativa muito significativa. 

Aproveite para ler:

>Café com Aroma de Mulher 2 ª Temporada na Netflix: Data de estreia

Inclusive, o diretor deixou claro que, embora fosse difícil, não era impossível fazer tais alterações. Certamente, a série alcançou novos fãs, mas era importante trazer os espectadores da versão de 94. E por sua vez, estes gostariam de ver parte da história original, com novos atores, não permitindo que perdesse sua originalidade. 

Café com aroma de mulher ultrapassou muitas fronteiras, e agora, com a disponibilização na Netflix, conseguiu ir além, ganhando um novo público. Portanto, além de ganhar novos ares e reinventar-se, ela reforçou um papel atual através de seu elenco. 

- Publicidade -

Então, se você assistiu a primeira versão, não pode perder a oportunidade de assisti-la, agora com um tema atualizado. Agora, a série ajusta às necessidades e demandas do público.

A nova versão de Café com Aroma de Mulher

Café com aroma de mulher na Netflix
Imagem: Divulgação/Netflix

A nova versão da clássica novela, conta a história de amor entre Gaviota, uma jovem colhedora de café. Por sua vez, Sebastián, um aristocracia do café.

Na versão original, o papel de “Gaviota” foi interpretado pela popular atriz colombiana Margarita Rosa de Francisco. Porém, desta vez a personagem ficou nas mãos de Laura Londoño, conhecida por séris como Narcos, O cartel, entre outras.

Já a versão de Café com aroma de Mulher lançada em 1994 tinha Guy Ecker como Sebastián Vallejo. Na versão atual da Netflix, William Levy, é o responsável por dar vida ao personagem. Então, você assistiu a série na Netflix? Todos os 88 episódios estão disponíveis no serviço.

Certamente, você também vai gostar:

>Outer Range 2 ª temporada no Prime Video: Tudo o que sabemos

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil, incluindo via Youtube.

Comentários estão fechados.