Publicidade

Agente Oculto: A verdade por trás do filme que os fãs não sabem

Agente Oculto é baseado em uma história real? Descubra

Agente Oculto é o novo filme da Netflix protagonizado por Ryan Gosling. Conhecido, no filme, como Seis, ele é forçado a se rebelar quando descobre que a agência para a qual trabalha, caiu nas mãos de pessoas corruptas.

Publicidade

Enquanto tenta fugir, o Agente Oculto, vê as coisas se tornarem extremamente pessoais. Tal motivo é que, seu mentor, é usado contra ele, colocando a vida de uma garota em perigo. O longa tem várias cenas de ação demonstrando o alto valor do investimento.

Contudo, ainda procura abordar relacionamentos delicados, personagens complexos e reviravoltas surpreendentes. A trama é tão densa que o filme consegue deixar brechas para uma possível sequência.

No entanto, os fãs vem questionando se algum aspecto visto em Agente Oculto, vem de uma história real. Ou, se o filme usa como base, algum livro, que se originou de acontecimentos da vida cotidiana. Pois bem, se em algum determinado momento, você também ficou com essa dúvida, aqui está o que sabemos.

Publicidade

Agente Oculto é derivado de uma história real?

Indo direto ao ponto, Não. A história de Agente oculto não foi baseada em uma história real. A verdade é que o filme é baseado em uma série de livros do mesmo nome de Mark Greaney. Dado o grande número de livros que foram publicados desde então, o filme teve muitos personagens e informações à sua disposição.

Publicidade

Contudo, seu arco central é baseado no primeiro livro. Mas, muitas coisas foram alteradas na adaptação. A história se inicia com Sierra Seis fugindo da CIA. Isso ocorre depois que ele coloca as mãos em algumas evidências incriminatórias contra Denny Carmichael.

Lloyd Hansen é enviado atrás dele para recuperar as evidências e matar Seis. No primeiro livro, também pe Lloyd Hanses que persegue Seis. No entanto, sua motivação é totalmente diferente. A verdade é que, no livro, Hansen não é um empreiteiro militar privado.

Diferente do que vimos em Agente Oculto, Hansen é um advogado. Contudo, lidera uma equipe que persegue Seis, que está fugindo depois de matar o irmão do presidente nigeriano. A história de origem também é diferente. No filme, ele é enviado para a prisão depois de matar seu pai abusivo.

Publicidade

Por sua vez, nos livros eles tem um relacionamento distante, mas ele não mata seu pai. A verdade é que, o pai de Seis tem uma escola preparatória para a SWAT, onde Seis recebe seu treinamento. Por sua vez, esse treinamento o ajuda no futuro quando ele é recrutado por Fitzroy para o programa Sierra.

Ainda assim, Seis cumpriu pena na prisão, e foi por matar três pessoas que não tinham nada a ver com sua família.

Publicidade

Hierarquia é mantida

Um dos pontos importantes que Agente oculto fez questão de manter é a hierarquia. Criada nos livros, todos sabem que estão trabalhando para os demais. Mas, nos livros, Carmichael não trabalha para “o velho”. A verdade é que Carmichael é contratado pelo Serviço de inteligência Saudita.

Publicidade

Enquanto o filme mantém a identidade do “velho” em segredo, os livros demonstram que essa ameaça está mais perdo do que Seis imagina. Isso ocorre por que, Carmichael e Suzanne são introduzidos em livros posteriores. Ou seja, a história inicial de Seis já avançou muito.

Outro ponto importante no filme é que existe uma conexão entre Carmichael, Suzanne e Hansen. Os três foram para Harvard juntos e foram recrutados também. Eles constumavam ser amigos, o que é um terreno comum para suas ideologias brutais de danos colaterais.

Diferente de Agente Oculto, o livro apresenta Carmichael e Suzanne, quando Hansen já está morto. Mesmo assim, vemos que os três vem de um mundo diferente, tanto em desafios, quanto em inimigos.

Novos personagens em Agente Oculto

Publicidade

Ana de Armas em Agente Oculto
Imagem: Divulgação

Na busca para adicionar ainda mais drama à história, o filme também adiciona alguns personagens que não estavam nos livros. Ou como aconteceu, estavam presentes, mas em outros momentos posteriormente. A personagem de Ana de Armas, Dani Miranda não existe nos livros.

Ela é uma personagem original criada para os filmes. Anthony e Joe Russo perceberam que não havia nenhuma personagem feminina forte nos livros e adicionaram a persoangem. Eles também tiveram o cuidado de não reduzir o personagem a um simples caso de interesse amoroso.

Publicidade

Agente Oculto também reduz o papel da família de Fitzroy. Claire se torna a forma motriz para Seis, que retorna várias vezes para salvá-la de seus inimigos. O filme torna o relacionamento entre eles para promover seu enredo. No livro, no entanto, Hansen mantém toda a família de Fitzroy cativa na Normandia.

Contudo, os livros mostram Seis tentando resgatar a esposa e filhos de Fitzroy. O filme condensa todos esses personagens em Claire. Ao mesmo tempo, estabelece uma conexão mais forte entre ela e Seis. Assim, justifica sua motivação.

Diante de tudo isso, fica claro que o filme usa apenas personagens fictícios. Assim, todo o universo criado, bem como os pilares da história, vem da mente de Mark Greaney. Com uma base sólida para se sustentar, é preciso muita liberdade para inventar novas histórias e personagens. Assim, mantém as coisas frescas para os fãs dos livros.

Publicidade

Então, você já assistiu Agente Oculto?

Certamente, você também vai gostar:

365 Dias Finais: 5 Filmes para assistir enquanto espera o 3° filme

Aliás, não deixe de acompanhar o Streamings Brasil. Assim, você não perde nada dos streamings.