Início Netflix Dicas Netflix 10 filmes mais controversos da Netflix

10 filmes mais controversos da Netflix

Que a Netflix faz muitas séries de sucesso nos já sabemos. No entanto, parece que somente entre 2019 e 2020 que o serviço vem “aprendendo” a produzir bons títulos. No último ano, filmes como “O menino que descobriu o vento” e “Roma”, mostraram que o serviço vem acertando a mão. Mas, existem diversos filmes no mínimo controversos produzidos pela Netflix.

Separamos uma lista com 10 títulos que mexeram e dividiram a opinião dos assinantes do serviço. Lembramos que essa lista, consta apenas filmes que realmente foram produzidos pelo serviço, excluindo por exemplo “O poço”, lançado em 2019 na Espanha e que a Netflix adquiriu os direitos.

filmes controversos netflix
filmes controversos netflix

Veja a lista com os 10 filmes mais controversos da Netflix

Bright – 2017

Esse ano, Will Smith estava em alta. Apesar do fracasso de crítica de Esquadrão Suicida, o filme teve boa bilheteria e o ator ainda protagonizou “Beleza Oculta” e “Um homem entre gigantes”.

No entanto, a falta no desenvolvimento na história do filme foi marcante para dividir opiniões sobre o filme. Claro que, o sucesso foi imediato na plataforma, já que se tratava da maior aquisição do serviço até o momento, em filmes. Mesmo assim, boa parte dos assinantes não ficaram tão entusiasmados com a sequência, que ainda não tem data de estreia.

Bird Box – 2018

Um livro consagrado e uma adaptação esperada por muitos fãs. Some a isso, a presença de Sandra Bullock, que vinha do longa de ação Oito Mulheres e um Segredo. O sucesso era certo não é mesmo ?

Pois bem, teve quem achou que a falta da aparência do força ameaçadora do filme, foi um impacto muito negativo para a produção. Mesmo assim, o filme foi o mais assistido do ano na Netflix, e olhe que ele estreou no dia 21 de Dezembro.

Jóias Brutas – 2019

Este seria o filme que levaria Adam Sandler ao seu primeiro Oscar. Pois é, o rei da comédia pastelão nem foi indicado e seu filme dividiu as opiniões do público. As diversas reclamações sobre o filme, foram em função de que, Sandler parecia gritar desesperado o tempo todo.

Apesar de ter sido um sucesso de critica e diferente de todos os personagens do ator – que parecem ser a mesma pessoa em todos os filmes – o longa não agradou o público do serviço.

O Irlandês – 2019

Martin Scorsese estreou no serviço de streaming, com um elenco estrelado e uma produção milionária. Robert De Niro, Al Pacino, Joe Pesci assumiram o protagonismo de uma produção com cerca de 160 milhões de dólares.

Mas, o público acho 3 horas de duração um pouco longo e teve quem, assistiu ao filme como se fosse uma série com 3 episódios. O filme em si, é excelente, mas foi considerado por diversos fãs, como o pior trabalho do diretor.

Operação Fronteira – 2019

Depois de protagonizar “Argo, O contador e Garota Exemplar”, Ben Aflleck viveu anos sombrios no período em que interpretou Batman. Mas, não foi só nos filmes do homem morcego que o ator passou por momentos conturbados. Neste mesmo período, a Netflix apostou no ator para protagonizar “Operação Fronteira”.

O filme ainda contava com Oscar Isaac, Charlie Hunnam e Pedro Pascal, mas, não agradou os fãs. Tudo parecia caminhar muito bem no filme, mas o final foi inesperado e esse foi classificado como uma das piores apostas do serviço.

Inclusive, foi a partir da repercussão negativa desse filme, que a Netflix começou a adotar novas medidas na hora de adquirir novos títulos. Já que, os gastos com esse longa foi absurdamente caros.

A última coisa que ele queria – 2020

Ainda com Ben Affleck, e dessa vez, com Anne Hathaway, esse filme foi massacrado pela crítica e pelos assinantes. O filme em si, é massante, chato e confuso. Some à isso, mais duas horas de drama.

Com certeza, esse foi um dos maiores erros do serviço.

Próxima Parada: Apocalipse – 2018

A premissa desse filme, aliada a um elenco com Theo James (Divergente) e Forest Whitaker (O Mordomo da Casa Branca) era excelente. Se trata de um sogro e genro que precisava ir ao encontro de sua filha/Noiva em outra cidade dos Estados Unidos.

Mas foi só. O filme não explica como o mundo ficou daquele jeito e tem um final inconclusivo. Ou seja, os assinantes detestaram.

Campo do Medo – 2019

Patrick Wilson protagonizou diversos sucessos do terror recente. Então, por que não unir o ator a uma história de Stephen King ? Essa ideia era boa, até que o filme foi disponibilizado.

Diversos assinantes acharam o terror delongado demais, apesar de que, o filme é bem concluso.

O silêncio – 2019

Um lugar silencioso e O mundo sombrio de Sabrina estavam em alta nessa época. Então, decidiram juntar um suspense com trama parecida – onde não se pode falar – com Kiernan Shipka – protagonista de Sabrina.

Bem, o resultado foi algo totalmente genérico, sem pé e nem cabeça.

El Camino – 2019

Particularmente, sou muito fã de Breaking Bad e Better Call Saul mas, El Camino foi somente um filme para ganhar mais assinantes – espectadores. O longa em si, não acrescenta muita coisa a trama, ao não ser o que já imaginávamos que tinha ocorrido com os personagens.

É nostálgico, mas não é bom e nem ruim.

E você ? Tem mais algum filme controversos da Netflix que já assistiu ? Conte aqui pra gente.

Leia também:

+Amazon permitirá alugar e comprar filmes no catálogo do Prime Video

Alex Canva
Alex, 23 anos. Especialista e co-fundador do maior site sobre serviços de streaming como Netflix, Amazon Prime Video, TelecinePlay, HBO Go, Globoplay e outros que estão disponíveis no Brasil. Construo dicas, informo, e antecipo lançamentos dos serviços de streaming.
- Publicidade -

Mais lidas

- Publicidade -